Pesquisadores da Área > Dr. Gerald Maguire

/ O Dr. Gerald Maguire é um neuropsiquiatra americano especializado em gagueira. Também é uma pessoa que gagueja.

O Dr. Maguire realiza estudos com neuroimagem funcional em pessoas com gagueira, a fim de descobrir diferenças na estrutura e no funcionamento do cérebro das pessoas que gaguejam em relação às pessoas que não gaguejam.

Além disso, o Dr. Maguire também estuda medicações que podem ser úteis para o tratamento da gagueira. Dentre as substâncias estudadas, estão a risperidona, a olanzapina, a ziprazidona, o aripiprazol e o pagoclone.

O Dr. Maguire inaugurou e dirige um centro inédito de pesquisa dedicado exclusivamente ao tratamento da gagueira e ao estudo da neurofarmacologia do distúrbio: o Stuttering Research Center, localizado na Universidade da Califórnia.

Ao longo dos anos, o Dr. Maguire e a Escola de Medicina de Irvine da Universidade da Califórnia receberam:

  • Auxílios à pesquisa: Indevus Pharmaceuticals (fabricante do pagoclone); Eli Lilly (fabricante da olanzapina); Janssen (fabricante da risperidona).
  • Autorização para consultorias (fundos para a Universidade): Indevus Pharmaceuticals; Eli Lilly (para esquizofrenia, não para gagueira).
  • Remuneração de palestras (não para gagueira, mas para outras doenças): Eli Lilly; Pfizer (fabricante da ziprazidona).

O Dr. Maguire ministrará curso sobre a anátomo-fisiologia e a farmacologia da gagueira e suas inter-relações com a terapia fonoaudiológica nos dias 3 e 4 de abril de 2009, na cidade do Rio de Janeiro. É o primeiro curso no Brasil sobre as medicações que podem ser utilizadas no tratamento da gagueira e sobre a associação da terapia medicamentosa com a fonoaudiológica. Para saber mais sobre o curso.

Para saber mais sobre o trabalho do Dr. Maguire, visite os seguintes links:

   
Voltar

"Instituto Brasileiro de Fluência - IBF" 
Rua Urussuí, 71, 11º andar, cj. 112, Itaim Bibi, São Paulo, SP, 04542-050.
Dr. Gerald Maguire - Pesquisadores da Área - Instituto Brasileiro de Fluência - IBF. Gagueira levada a sério