Textos sobre gagueira > Relação entre a severidade da gagueira nas crianças e a velocidade de fala de suas mães

Síntese de Juliana Pereira

Texto original: Relationship between stuttering severity in children and their mothers’ speaking rate. Zahedan University of Medical Sciences, Zahedan, Iran. Dehqan & col. Sao Paulo Med J. 2008;126(1):29-33.

 

Esse estudo tem como objetivo relacionar o grau de severidade da gagueira em crianças com a velocidade de fala de suas mães.

Várias teorias já foram propostas ao longo dos anos, na tentativa de explicar as causas da gagueira. Os recentes avanços nos exames de neuroimagem revelaram achados neurológicos ou fatores físicos como a causa ou a predisposição para as manifestações iniciais do transtorno. Porém o ambiente linguístico e interacional terão influência na manutenção da gagueira e também no sucesso ou fracasso da terapia fonoaudiológica.

Os autores desse estudo argumentam que os comportamentos linguísticos, os paralinguísticos e a atitude dos pais são frequentemente citados na literatura e vistos na prática clínica como fatores que interferem no prognóstico dessa desordem de comunicação.

            Foram investigados 35 pares de mães e crianças que gaguejam. Esse grupo era composto por 29 meninos e 6 meninas. As amostram de fala continham 15 minutos de interação e foram analisadas através de um teste de severidade da gagueira e ainda um outro teste que verificava a taxa de articulação, ou seja, o número de silabas produzidas por minuto na fala fluente.

A relação encontrada foi que a alta taxa de articulação da mãe pode gerar uma situação de stress em seu filho e ele tende a responder de forma mais rápida, o que acarretaria aumento na frequência de gagueira. Em contrapartida, ao perceber o aumento da gagueira em seu filho a mãe aumentaria ainda mais a sua taxa de articulação para ajudar a criança a falar mais rápido. Porém tal estratégia seria ineficaz, pois o aumento da frequência de gagueira na fala da criança tem uma relação direta com a diminuição da velocidade de fala da pessoa que gagueja, ou seja, quanto mais a pessoa gagueja, mais lenta se torna a sua fala.

Os resultados apontaram para uma relação significativa entre a taxa de velocidade de fala da mãe e a severidade da gagueira apresentada por seu filho.

Concluiu-se que a taxa de velocidade de fala da mãe deve ser lentificada e tal informação deve ser incorporada nas orientações dadas e no tratamento da gagueira.

   
Voltar

"Instituto Brasileiro de Fluência - IBF" 
Rua Urussuí, 71, 11º andar, cj. 112, Itaim Bibi, São Paulo, SP, 04542-050.
Relação entre a severidade da gagueira nas crianças e a velocidade de fala de suas mães - Textos sobre gagueira - Instituto Brasileiro de Fluência - IBF. Gagueira levada a sério